sábado, 11 de junho de 2011

Pensar

Os pensamentos são efectivamente uma merda (desculpem-me a expressão...). O carrossel que vivo no dia a dia em nada é comparável à minha própria cabeça. Por vezes pergunto-me se vivo em vários mundos ao mesmo tempo, onde recordações do passado, presente e talvez do futuro se misturam para criar uma onda de cores que em nada é perceptível. X diz me Y, Z diz-me W, e eu aqui fico talvez pensado que o A tinha razão, mas o B é mais realista, o C é o que se aproxima do que eu quero e o D, que é bastante observador, conhece-me melhor...
Parece que escolho a dedo onde me quero envolver, parece que me quero envolver em cursos onde sei que o objectivo é impossível. Quero sair de mim por uns dias. Preciso de sair de mim durante uns dias. Uns sérios dias. Amanhã isolar-me-ei até mais não poder. E depois logo se vê...

3 comentários:

mitro disse...

Viemos vários mundos ao mesmo tempo... Aliás é isso que anda a dar-me cabo da memória!

Firefly disse...

Quando chega a não ser perceptível o que é/foi a realidade, o que queres/querias que fosse a realidade, fazendo com que a tua memória se torne imperceptível? Se assim for estamos viajando a bordo do mesmo barco....

Diogo disse...

E porque não eclipsar-se de vez em quando e deixar o fluxo de pensamentos girar à vontade? A organização surge da racionalização e através do contacto com os outros. Tu consegues :)