quinta-feira, 21 de outubro de 2010

I know where you sleep

Começar o dia com um sabor de veneno na boca, fingindo estar confuso. Sabendo o que se esconde detrás dos teus olhos tingidos de verde, sei que o chão me foge dos pés. E quando o quero sentir, quando o quero procurar torna-se difícil encontrar. E quando quero fugir, quando me quero isolar torna-se complicado respirar.

No final sei que não passo de um sorriso mais, o qual queres roubar da minha cara. E deparo-me com o desiquilibrio, com o veneno a fazer efeito lentamente na minha forma de andar, na minha forma de falar, na minha forma de ser, na minha forma de me suicidar.

Always remember, I know where you sleep...
"The world is full of poets, we don't need anymore..."

2 comentários: